Pages

domingo, 14 de março de 2010

SINAIS


Este post é uma homenagem a uma amiga querida "Karina Capozzi" que apesar de não ser uma cristã que freqüente assiduamente a igreja, possui uma visão de Deus bastante intimista, e que me ensinou a ouvir Deus através dos sinais.
Que sinais? Os sinais de Deus!
Mas cristãos acreditam em sinais? Acho que poucos, pois acreditamos que a única forma de Deus falar conosco é através da Bíblia e do pastor nos cultos, ou do irmãozinho profeta, porém, deveriam crer mais. A Bíblia está cheia deles!


Deus disse que a vinda do Messias seria reconhecida por sinais: a virgem conceber, a voz do que clama no deserto, a visita dos magos, etc. Jesus em seu ministério disse que nenhum sinal seria dado àquela geração a não ser o sinal do profeta Jonas [sua morte e ressurreição] e também disse que o principio do fim, será precedido por vários sinais [catástrofes naturais e provocadas pelo homem] e que devemos nos atentar a eles.

Ainda não te convenci?

Estava indo ao trabalho na última quinta-feira e após pegar o metro da linha vermelha em SP super-lotado, ao fazer a transferência para a linha azul, parecia outro lugar, estava tranqüilo e consegui me sentar [algo quase impossível pela manhã]. Notei que próximo a mim havia uma garotinha loira de aproximadamente 2 anos, estava em pé no vagão e se afastava de sua mãe brincando. Quando o trem começou a andar, sua mãe logo tentou segurar a mão da criança, que abanando os braços não permitiu ser presa, e se equilibrava para manter-se em pé. A mãe a chamava e dizia: Você vai cair! Mas a criança apenas olhava e passeava pelo metro, com um domínio de si que só as crianças conseguem ter - são movidas a desafios. Parei reparando an cena e por umas 3 estações, essa menina ousada não permitiu que sua mãe a segurasse, demonstrando toda uma habilidade de equilíbrio, força de caráter e determinação, mesmo com os apelos da mãe que continuaram. Em determinado ponto entre as estações, o trem deu uma freada, não parou, e a criança se desequilibrou, não caiu, mas sentiu que havia perigo, e calmamente se dirigiu aos braços da mãe e ali ficou. Minha estação chegou e desci, porém a cena ou o sinal, me acenderam o coração e Deus falou comigo (...) pensei naquela cena praticamente o dia inteiro e meu coração se alegrou.

A forma de Deus agir conosco foi exatamente a maneira que aquela mãe agiu com sua filha, Ele quer nos mostrar uma melhor maneira de viver "um novo e vivo caminho", onde teremos a segurança de seus braços. Porém o que acho mais fantástico em Deus. é que ele não nos limita, apesar de nos avisar dos constantes ríscos que estar distante dele nos apresenta. Ele não nos agarra com força e diz: Fique aqui próximo a mim! Mas utiliza todas as coisas para mostrar seu amor por nós e que seus pensamentos e caminhos são melhores.

A mãe poderia ter pego a criança a força, mas também preferiu aguardar que ela reconhecesse que era melhor permanecer por perto, pois se impedisse a criança desse desafio, poderia matar o espírito de ousadia da filha, a força para enfrentar o desconhecido e seus próprios limites, criando uma menina frustrada, tímida e quem sabe, uma pessoa sem perspectiva de crescimento.

Deus nos permite definir até onde queremos ir, quais desafios enfrentar, e como lidar com cada um deles e não interfere, pois ele não criou robôs, mas seres humanos dotados de habilidades mentais, físicas e emocionais, porém, nos alerta através dos sinais sejam eles quais forem, qual o melhor caminho à seguir - lembra o desafio de Pedro de andar sobre as águas?

Há uma referencia no livro de Samuel que diz: "Deus cogita meios para salvar os seus desterrados" - e cabe muito bem aqui.

Qual a intenção de Deus? Nos amadurecer, ele quer que alcancemos a maturidade espiritual e para isso, precisamos de desafios, de experiências e elas só acontecem fora da cerca de nossos berços. Cair, se machucar, assustar, colocar as mãos onde não deveria, são apenas meios de aprendizado e crescimento, e podemos acreditar que Deus sempre estará por perto, pronto para nos segurar e mostrar que há um lugar seguro.

Perceba os sinais, siga os sinais, e assim poderá sentir Deus cada vez mais perto, mas não se esqueça de reconhecê-lo em todos os seus caminhos.

Pense nisso!

4 comentários:

  1. Sinais! Deus está sempre a dar-nos sinais, mas nós procuramos sempre do lado do extraordinário. Raramente Deus está no extraordinário.

    ResponderExcluir
  2. Pra quem curte esse tipo de assunto, deve gostar sim desse texto.

    ResponderExcluir
  3. Realmente sinais e o dia-a-dia que vivemos nos leva a sentir mais de Deus em nossas vidas em pequenos gestos como de uma Criança! Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  4. Os sinais são vistos com o coração...

    ResponderExcluir

Concorde, argumente, discorde. Expressar a opinião, está bem longe de ataques pessoais a quem você não conhece. Seja educado e seu comentário será ativado.