Pages

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

O CORAÇÃO, O PAPEL E O MENINO


Um coração, como folha de papel.
Cansado de rabiscos a lápis.
Palavras sem nexo em nanquim.
Desejava cores vivas, um amor enfim.

Cansado de viver na razão.
Procurava quase em vão.
Algo que o preenchesse.
Que o tirasse da solidão.

Um vento forte soprou.
Para longe o levou.
Para uma terra estranha.
Como ele nunca imaginou.

Lá encontrou um menino.
Triste e só, como poucos meninos.
Que ao percebê-lo logo se animou.
Com um sorriso largo, estendeu a mão e o pegou.

Correu, entrou, sentou, um livro pegou.
Um olhar, uma lágrima, de alegria soltou.
Limpou, abriu, retirou.
Um mundo de cores e na folha desenhou.

A ultima parte da história.
De um coração em branco.
Que cansado e perdido.
O amor de um menino em cores encontrou.

4 comentários:

  1. Muito boa! É impressão minha, ou é mesmo de sua autoria? Pq procurei em todos os cantos e não encontrei nada, apenas aqui...

    ResponderExcluir
  2. Adorei meu amigo, vc é um talento!!! bjs

    ResponderExcluir
  3. Lindo... e é realmente a história de nossas vidas!!! =)

    ResponderExcluir

Concorde, argumente, discorde. Expressar a opinião, está bem longe de ataques pessoais a quem você não conhece. Seja educado e seu comentário será ativado.