Pages

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

A RESPONSABILIDADE DO CRISTÃO

O vídeo acima mostra claramente o estrago que uma má atitude pode trazer na formação de uma criança. Muitos hábitos são aprendidos pela observação e o cristão precisa ter em mente que é observado em todo momento, tanto pelos de fora, como pelos irmãos da fé, e que com isso, podemos ministrar salvação ou destruição para aqueles a quem o Espírito Santo está convencendo. Sendo assim precisamos ser irrepreensíveis para não formarmos uma igreja “deformada” em seu caráter e conduta.


A partir deste vídeo fizemos uma séria de estudos sobre a conduta cristã e seus impactos na vida do não-cristão e do novo convertido, o que infelizmente deixou de ser ministrados na maioria dos templos cristãos, e isso já faz um tempo, e os resultados disso tem sido colhido.


“Vós sois a nossa carta...conhecida e lida por todos os homens.” - 2 Coríntios 3:2


Não quero usar texto fora do contexto, e uma outra coisa que não quero, é ser manipulador da palavra, mas quero trazer um pensamento que esta implícito nesta mensagem de Paulo. Ele eleva a responsabilidade da confirmação de seu ministério aos cristãos de Corinto, e o que quis ministrar no Culto Diferente com essa passagem e vídeo foi a nossa responsabilidade na confirmação do evangelho como poder de Deus para transformar e salvar vidas. As perguntas que dirigiram a mensagem foram:


Qual o conteúdo da sua carta?
O que estão lendo ao olhar para você?


Paulo em suas duas epístolas aos cristãos de Corinto deixa claro a preocupação que os cristãos devem ter com o que comunicam às pessoas através de suas atitudes, pois, muitas vezes, as atitudes podem contradizer o discurso, e a mensagem se torna vazia, como o discurso dos farizeus.

Ele diz: Não vos torneis causa de tropeço nem para judeus, nem para gentios, nem tampouco para a igreja de Deus, assim como também eu procuro, em tudo, ser agradável a todos, não buscando o meu próprio interesse, mas o de muitos, para que sejam salvos – 1 Coríntios 10: 32 – 33.


O mundo espera de nós uma conduta diferenciada, espera evidências da presença de Deus, espera palavras de esperança e vida, e o que temos comunicado?


Você já se perguntou o motivo pela qual os moradores de Antioquia chamaram os discípulos de “pessoas de Cristo” ou cristãos?


Temos um modelo de conduta a seguir, alguém a imitar, porém ouvimos as pessoas dizerem: Irmão não olhe para o homem, olhe para Jesus! – concordo em gênero, número e grau: Nosso padrão é Jesus, mas existe um porém.


Se nos chamamos discípulos de Jesus, de cristãos, temos que ter em mente que o alvo de todo discípulo não é somente saber o que o seu mestre sabe, mas ser exatamente como o seu mestre (Rob Bell em Repintando a Igreja – pag 150).


E infelizmente essa história de olhar apenas para Jesus se tornou uma desculpa para que possamos andar de maneira desregrada, para não darmos valor e nem cultivarmos as virtudes e sua prática. Esquecemos que a carta que o mundo lê hoje são os cristão - SOMOS NÓS - e toda a criação aguarda a manifestação dos filhos de Deus.


Veja alguns dados importantes:
- Estudo realizado pelo Instituto Barna Research Group diz que: 24% de adultos não cristãos nos Estados Unidos estão ou já se divorciaram, contra 27% de adultos que se consideram cristãos “nascidos de novo”.
- A ONG Casa de Isabel que atende mulheres vitimas de violência, informa que 90% dos casos de agressões são provenientes de lares cristãos.

As pessoas esperam posturas e atitudes diferentes daqueles que professam ser cristãos, mesmo aqueles que nunca leram a Bíblia e não sabem o que ela diz acerca disso. Quem nunca ouviu a frase: E depois diz que é cristão!


É vergonhoso ouvir isso, pois aqueles que foram chamados de EKKLESIA “chamados para fora” estão vivendo como se ainda estivessem dentro, estão preso aos padrões do mundo, conformados com uma vida medíocre.


Alguns ainda quando pegos numa situação vexatória dessas, justificam que é o diabo, nosso acusador que está se levantando, e realmente está, pois, se a sua conduta de vida estivesse refletindo a Glória de Jesus e suas atitudes proclamando o Reino de Deus, ele não teria como abrir o bocão, a não ser para levantar calúnias.


Ai você pode estar pensando: “Eu não preciso alcançar a expectativa de ninguém!”. Concordo que não devemos viver em função da expectativa alheia, mas temos por obrigação viver em função da expectativa da palavra de Deus.


Quando Jesus disse: importa-vos nascer de novo, não tratava de uma simples mudança, mas de algo superior, que iniciaria em nosso espírito e transbordaria para nossos PENSAMENTOS, SENTIMENTOS, ATITUDES E PALAVRAS.


Para finalizar, algumas qualidades de caráter que precisam ser cultivadas pelos cristãos: paciência, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio, temperança, sensatez, honestidade, linguagem sadia, obediência, comprometimento, pontualidade, cordialidade e mais algumas coisas que podemos dizer, fazem parte do caráter de alguém que foi bem educado.


E pense nisso:
Uma pessoa pode ir a igreja duas vezes por dia, participar da ceia do Senhor, orar em particular o máximo que puder, assistir a todos os cultos e ouvir muitos sermões, ler todos os livros que existem sobre Cristo. Mas ainda assim tem que nascer de novo.
John Wesley (1703 – 1791)



Deus abençoe.

1 comentários:

  1. Marco Reis (Zé Coméia)13 de agosto de 2009 15:28

    Uma pessoa pode ir a igreja duas vezes por dia, participar da ceia do Senhor, orar em particular o máximo que puder, assistir a todos os cultos e ouvir muitos sermões, ler todos os livros que existem sobre Cristo. Mas ainda assim tem que nascer de novo.

    Sem duvida as pessoas esqueceram de tudo isso e acha que são a santidade em pessoa. Temos que realmente a cada dia olhar para nós e seguir os padrões que Cristo nos ensina para conduzir nossa vida nos dias atuais e nos dias mal.
    Que Deus abençoe adorei o blog
    Fica na Paz

    ResponderExcluir

Concorde, argumente, discorde. Expressar a opinião, está bem longe de ataques pessoais a quem você não conhece. Seja educado e seu comentário será ativado.