Pages

domingo, 1 de agosto de 2010

Eu disse NÃO!



Eu disse não! Quando tudo o que eu mais queria era dizer sim.
Eu menti para mim mesmo, para me defender de algo que já havia me dominado.
Eu tentei fugir, mas o que eu não percebi, é que estava indo para o lado contrário, quando mais distante fisicamente, mais meu amor aumentava.
A saudade é traiçoeira, te trazia pela manhã e não te levava nem enquanto eu dormia.

Eu beijei outras bocas e abracei outros corpos,
mas na solidão da minha cama era você que eu desejava.
Te encontro em outros rostos, te sinto em outros perfumes, te desejo...
isso sim só você pode satisfazer, te desejo de forma ardente.



Viver longe de você era tudo o que eu dizia querer,
mas é tudo o que eu não consigo fazer.

Sinceramente já não sei mais o que sinto, mas sei que algo ainda sinto.
Arrependimento?

Arrependimento por ter sido covarde e não ter dito o que eu na verdade queria.
Por ter criado um futuro, mesmo não tendo esperança de que ele pudesse ter sido diferente.

Arrependimento?
Sim, por não ter dado oportunidade para o amor.
E hoje estar sentindo apenas dor.

3 comentários:

  1. EU SEMPRE DIREI SIM......PQ AS VEZES O MEU SIM SE TORNA NÃO, POREM O MEU NÃO SERÁ UM NÃO....OBRIGADO DAVID....POR SONDAR O MUNDO E EXTERNAR AQUI PRA GENTE SEU CORAÇÃO POETA

    ResponderExcluir

Concorde, argumente, discorde. Expressar a opinião, está bem longe de ataques pessoais a quem você não conhece. Seja educado e seu comentário será ativado.